Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Eu sou uma daquelas pessoas que, antes de atingir a maioridade, já tinha uns cabelitos brancos. Na altura, achei o máximo, sentia-me crescida. Nessa altura, foi quando as tintas de cores alternativas se vendiam por todo o lado. Havia sprays, espumas, tintas que saíam com as lavagens e outras mais definitivas à venda em qualquer supermercado. Como qualquer adolescente com necessidade de afirmação, eu fui uma adepta fervorosa da mudança de visual. Passei por todas as cores, até mesmo azul (imaginem!). Loucos anos 90... tão ridículos.

Quando amadureci e tentei perceber qual seria a minha cor de cabelo original, descobri que os cabelos brancos estavam lá e não eram poucos. Passei a ter de pintar o cabelo com regularidade. Como escolhi o castanho escuro / preto como a minha cor de cabelo, os cabelinhos brancos ficam logo logo à mostra.

Quando engravidei, colocou-se uma questão importante. Como é que vou pintar o cabelo, se sei que as tintas costumam ser tão tóxicas? É que era impossível eu não pintar o cabelo. Nem pensar passar 9 meses, mais os outros todos da amamentação, sem pintar o cabelo. Não bastava ficar gorda, inchada, com estrias e, ainda por cima, com o cabelo com mau aspecto. É que não seria apenas os cabelos brancos. O meu cabelo é mais claro do que a cor que eu uso e as raízes notam-se imenso.

Então, encontrei esta solução numa daquelas lojas Celeiro. De todas as que encontrei, e vi noutras ervanárias e farmácias, esta tinta é a que me parece menos agressiva. É tão pouco agressiva que não tem cheiro, não dá comichão e também não cobre completamente os cabelos brancos. Com algumas lavagens, lá estão os cabelos brancos a brilhar... Mas também não importa muito. Dá para disfarçar durante algum tempo e uma embalagem dá para usar umas duas vezes. Eu tenho que ir mesmo ao cabeleireiro aplicar a tinta porque esta embalagem não tem aqueles aplicadores para usarmos em casa. O que também é uma vantagem, pois podemos usar o que sobrou. Eu deixo a tinta no cabeleireiro e ela lá faz a gestão.

Eu adoraria não ter que usar nada no cabelo, mas também não podemos ser mais papistas do que o Papa. Também é importante mantermos a auto-estima em bom estado e estarmos felizes.

As minhas queridas mamãs usam alguma coisa para disfraçar os brancos no cabelo? Têm alguma sugestão?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D