Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A consulta das 24 semanas foi uma desilusão.

 

Esta quarta-feira eu estava numa excitação total. Arranjei-me toda, estava feliz, queria ver a minha menina. Da última vez, vi a carinha dela tão perfeitinha e estava na expectativa de a ver com mais definição desta vez.

 

Quando cheguei lá, mediu-me a tensão. Estava tudo bem. Perguntou-me do peso e disse-lhe que, na semana passada, estava com 66kg, ou seja, o mesmo que no mês anterior. Ele nem queria pesar-me outraz vez, mas eu insisti porque quero monitorizar tudo. Resultado: 68kg!!! 2 kg numa semana?? Isto é possível?? Ando eu a comer farelo e sopa e fruta e engordo 2 kg? Isto é deprimente! Tenho a impressão que, daqui para a frente, vai ser sempre a aumentar. E exponencialmente! Bom, para já estou com 6 meses de gestação e 5 kg!

 

A partir daqui, correu tudo mal. Na ecografia, vimos que a princesa estava virada para a placenta. Ou seja, só a vi de lado. Deu para ver que estava lá inteirinha, mas não a vi como queria. Ele andou a ver a cabecinha, o coração, mais umas zonas que não percebi e disse que estava tudo perfeitinho. Nem sequer trouxe uma fotografia da minha menina para me consolar.

 

Depois, marcou-me as análises da diabetes. Quer que eu vá ao hospital, passe lá a manhã toda. Eu detesto hospitais. Pago um seguro de saúde caríssmo para não ter que ir para hospitais esperar e esperar. Não tenho razão de queixa, pois quando fui lá fazer o rastreio bioquímico fui muito bem tratada, mas passei lá umas horas, sempre em pé. O pior, para mim, é estar em contacto com pessoas que podem estar doentes. Como se sabe, uma grávida tem o sistema imunitário em baixo e fica muito mais permeável a infecções. Ora, se eu posso ir a um laboratório de análises e posso pagá-las, por que razão me mandou para o hospital? Depois, mandou-me embora. Nem tempo tive de lhe perguntar se tinha mesmo que ir ao hospital.

 

Enfim, este médico é fantástico no que concerne ecografias. É um especialista e sinto-me absolutamente descansada com o bebé. Agora, não tem muito cuidados com a mãe do bebé. Não tenho tempo de fazer perguntas, não me aconselha. Não me deu nenhumas directrizes sobre o meu recente problema hemorroidário. Ou seja, é assim e mais nada. Será que não há mesmo nada a fazer?

 

Se, por um lado, há médicos que perdem imenso tempo com detalhes menos importantes, mas que trazem mais confiança à mãe, há outros que são de tal forma especializados que negligenciam a outra parte. Eu sinto falta de um bocadinho de atenção para mim, que perguntem como me sinto, como está a minha pele, como me sinto com a minha dieta, como me sinto emocionalmente. Ninguém me pergunta nada e não me sinto muito bem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:52


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Helena Monteiro Russo a 24.01.2014 às 16:19

Ainda a pouco respondi no Facebook à saga dos carrinhos, mas vim-me aqui actualizar. descobri o blog à 3 dias e já li tudo de uma ponta a outra.. :) realmente é chato quando nos sentimos assim "despachadas".. eu estou a ser seguida no Centro de Saúde e embora seja enfermeira deixei bem claro que nunca tinha tido filhos pelo que não queria a típica conversa do "ah então já sabe tudo". a médica despacha um bocado mas no entanto quando faço perguntas responde (e faço muitas acredita) normalmente esclareço mais questões com a enfermeira. não sei se só estás a ser seguida nesse médico mas se calhar não seria pior optares por outro tipo de acompanhamento paralelo. de qualquer maneira se precisares de alguma coisa que eu possa esclarecer é só dizeres, e que tudo corra bem com a piquena envergonhada que descobriu que era dia de fotografia e "armou-se" em vedeta a fugir dos paparazzis :) Beijinhos Lena e Rodrigo
Imagem de perfil

De por Mara Moura Sampaio a 24.01.2014 às 17:53

Obrigada pelas tuas palavras, Lena.
Na verdade, estou bem acompanhada. Também vou ao Centro de Saúde, mas só vou quando quero, porque não estou a ser seguida lá. Em breve, começarei lá com as aulas de preparação para o parto.
Para além disso, a minha cunhada é enfermeira-parteira e trabalha no serviço de ginecologia/obstetrícia. Posso sempre recorrer a ela, mas o que é que o médico está lá a fazer? Eu tenho que ir lá todos os meses, pago bem e ele despacha-me em 10 minutos? Não acho bem...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D