Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Bem sei que a gravidez é muito precoce e tudo ainda pode acontecer, mas podemos falar do assunto, ou não? O meu marido, nesta altura, diz que já está farto de me ouvir, que não tenho outro assunto e que não aguenta mais.

 

O meu marido sempre quis ter filhos. Aliás, o sonho dele é ter 20 filhos, espalhar a sua semente pelo mundo. Por outro lado, eu nunca tive dessas ambições. Acho que um filho está bem. Talvez dois, se a experiência for muito boa.

 

Quando resolvi parar de tomar a pílula, embarcámos nesta viagem, deixando Deus decidir o seu rumo. Nunca houve ansiedade, até porque, mesmo que não engravidasse, estava tudo bem (?).

 

Temos uma situação financeira bastante confortável, apesar de instável. Nada que não impeça trazer um filho ao mundo.

 

Agora, sempre que quero partilhar alguma ansiedade ou mesmo novidade com o meu marido, diz que não quer ouvir porque ainda é prematuro e que só se vai preocupar quando chegarmos aos 3 meses.

 

Eu posso tentar compreender a sua reacção porque uma das nossas amigas mais próximas teve 2 gravidezes que não evoluíram. E havia expectativas, e nomes, e planos, e depois foi tudo por água abaixo. Como acompanhámos de perto essa experiência tão traumática, acho que se está a tentar proteger. Mas, então, e eu? Devo fazer o mesmo? Como é que uma mãe se protege? Como é que me abstraio do bebé que o teste de gravidez diz que eu tenho na barriga? Já não consigo!

 

Da minha parte, não comprei nada, não vou comprar nada, não penso em meninos ou meninas, não penso no quarto do bebé e faço os possíveis para não pensar no parto. Esta parte ainda não consigo controlar, por mais que tente. :D

 

Ouvi dizer uma vez que os homens só se sentem pais quando vêem a criança. Não sei se vou aguentar a indiferença até lá. Para já, o que o meu marido pensa é nas noites em que não vai poder sair, os carros que não vai poder comprar, as viagens que não vai poder fazer. Sendo muito honesta, também penso nisso, mas há algo superior - um filho.

 

Nós somos absolutamente loucos pelos nossos gatos. Creio que com um filho será incomparavelmente melhor. Eu já sei isso. Será que um homem precisa de 9 meses para perceber isso?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:45



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D