Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




8 meses

18.12.14
IMG_5250.JPG


Esta noite faz 8 meses que a minha filha nasceu. Lembro-me do medo que senti quando me deixaram naquele quarto sozinha com ela. E se ela chora? E se ela precisa de mim? Nunca tinha visto um bebé tão pequenino. Nunca tinha tomado conta de um bebé. A verdade é que ela conseguiu sobreviver 8 meses ao meu medo e inexperiência. Eu e ela entendemo-nos bem. Um colinho apertadinho resolve tudo. Hoje, por exemplo, o meu colo sossegou-a quando tomou uma vacina. Tinha muitas dúvidas sobre esta Bexsero, para a meningite, mas resolvi que era melhor ela tomar. Chorou na picada, veio para o colo e passou tudo. Até pareceu magia. Era bom que fosse sempre assim. Pudesse o meu colo e o colo de todas as mães resolver todos os males do mundo. Nos últimos tempos, esta princesa anda a dar-me muito más noites. Habituou-me muito mal. Desde cedo que dormia a noite inteira e agora anda a acordar até de 2 em 2 horas, como aconteceu na noite passada. Eu suspeito que sejam os dentinhos. Já tem um a espreitar e está afiado demais, porque quando ela morde, já dói. Não creio que tenha muitas dores, pelo menos não se queixa. Está sempre bem disposta, apesar de acusar alguma irritabilidade, às vezes. Não chora, mas faz algumas birras. Mudar a fralda, agora, é uma aventura. Para além de me surpreender com xixis enquanto troco a fralda (o que, muitas vezes, implica mudar a roupa toda), rebola sobre si própria e fica de rabo para o ar. Agarra na fralda suja, agarra na fralda limpa. Nunca sei quanto tempo vou demorar nesta actividade que antigamente me demorava poucos minutos. A alimentação é outra aventura. É impaciente. Se tem sono, já não come nada. Se tem fome, não para de gritar até começar a perceber que está a comer. Ou tem que estar a ver a BabyTV ou tenho que chamar o pai para fazer palhaçadas enquanto lhe meto umas colheres à boca. Já come sopa de carne e peixe às refeições principais, frutinha sempre a acompanhar. Gosta mais de sopa do que de fruta ou de papa, mas o leitinho continua a ser o seu preferido. Para já, as brincadeiras preferidas dela envolvem sempre meter alguma coisa na boca. Tem um bonequinho amarelo, que deve ser o mais rafeirinho que ela tem. Adora-o! Aos bonecos para massajar as gengivas todos xpto não lhes liga grande coisa. Adora o cabo da escova dela, que é borracha, adora as colheres dela e, este é muito especial, uma colher de pau mais pequenina que eu tinha aqui. Li algures que os bebés gostavam e eu posso confirmar. Só é preciso supervisão para evitar que meta o cabo à boca e possa magoar-se. Depois, acho que gosta muito de brincar com o pai. Ele só faz macacadas e ela perde-se a rir. Claro que ele tem toda a disposição e paciência para brincar com a sua princesa, pois dorme a noite toda descansadamente. Não fica horas a adormecê-la, não muda fraldas, não a veste, não a alimenta. Já perceberam a ideia, não é? Os nossos gatinhos começam a interessar-lhe muito. Eles é que não lhe ligam grande coisa. Ela tenta passar-lhes a mão pelo pêlo e, às vezes, puxa. Eles não reclamam, mas fogem-lhe. É preciso ter cuidado com os animais. As crianças não têm noção dos perigos de um animal e é normal que eles reajam. Os pais é que têm que estar atentos. Estes bichanos não são nada perigosos, não creio que vá ter problemas. Tenho é que os proteger a eles dela. É triste vê-los abandonar o quarto porque a artista da minha filha está a aquecer a voz e eles não conseguem dormir com os gritos. Suspeito que ela venha a ser cantora lírica. Atinge umas notas bem altas! Ainda não anda e está a começar a querer gatinhar. Não está fácil porque o chão que tenho à disposição não facilita esse movimento. Adora estar de pé e faz imensa força com as pernocas. Sinceramente, ainda não faço questão que ande. Nem quero imaginar as minhas ricas costas. São 2:30 da manhã e ela adormeceu há meia hora. Estou exausta, mas precisava mesmo de falar sobre a minha filhota agora que chegou aos 8 meses. O tempo passa, de facto, muito depressa. Qualquer dia não cabe no berço e vou ter que a pôr na cama dela à força. Ah... Um último pormenor importantíssimo. Ela agora dorme de lado, como nós. No início, fiquei preocupada, mas logo percebi que ela gosta de estar assim. Ora vira para um lado, ora vira para o outro. E ainda não descobriu que também pode dormir de barriga para baixo...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:41



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D