Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Pelo que percebi, não há um consenso sobre o qual o número de meses a que corresponde o número de semanas. Vi algures que o 7º mês vai das 27 às 30 semanas e, para mim é suficiente. Faz-me pensar que falta pouco tempo para a bebé nascer.

 

Às 27 semanas, o cérebro do bebé está muito activo. Os sulcos característicos da superfície cerebral começam a aparecer e mais tecido cerebral se desenvolve.

 

Aqueles movimentos ritmados que sentimos, são certamente soluços, comuns esta semana e ao longo de toda a gravidez. O bebé soluça mesmo respirando líquido amniótico, e não ar. As crises de soluço não costumam durar muito tempo, e a sensação pode ser estranha, mas é mais engraçada do que desagradável. Pelo menos a mim não me incomoda.

MEDO!!! O útero já chega até à caixa torácica, o que explica alguma falta de ar que possamos sentir. Isto, sim, tira-me o ar! Como claustrofóbica que sou, primeiro tenho pena da catraia que está ali fechada num espaço cada vez mais pequeno para o seu tamanho, depois tenho pena de mim, que me sinto a esmagar por dentro. Explico melhor: ainda não sinto nada disso, mas a ideia de poder sentir isso, causa-me pânico. Os órgãos a comprimirem cada vez mais, a falta de ar... não percebo a beleza disto! A coisa boa disto tudo, é que o bebé está a engordar e a crescer. :)

Para ajudar à festa, agora também nos sentimos mais pesadas. No meu caso, que consegui manter alguma elegância até agora, acho que a partir de agpra é para esquecer. Sinto-me mesmo muito cansada, movimento-me mais lentamente, mas também não é nada que me incomode muito.

 

Esta também é a altura de começarmos a sentir outros incómodos: cãimbras nas pernas, varizes, hemorróidas e comichão na barriga. Ora, ainda bem que tocamos nestes assuntos:

- Cãimbras não sinto muito, mas já senti. Nada de especial, basta movimentar-me um pouco e passa. Tenho que reforçar a dose de bananas cá em casa.

- As varizes ainda não apareceram e espero que não apareçam. Quem tem diz que não é muito agradável...
- As outras varizes, situadas noutro sítio, as malogradas hemorróidas estão na altura de aparecerem. Tendo em conta que as minhas já apareceram há um mês, já levo um avanço considerável. Não quero imaginar como é que isto vai acabar. Não quero imaginar... Aliás, imaginem agora essas varizes noutro sítio, igualmente constrangedor. Sim, na coisinha mesmo. Esta semana, uma amiga disse-me que teve, mas que passou. Não me descreveu a experiência, talvez para não me assustar. Mas passa, pessoal. Toca a animar.

- A comichão na barriga já apareceu há algum tempo. Nada que umas festinhas discretas na barriga não aliviem. Não é nada de especial. Já ouvi relatos absolutamente pavorosos de pessoas que têm que andar sempre com creme na carteira para quando dá uma crise de comichão.

- Devo acrescentar que sinto, também, umas contracçõezitas (chamadas de Braxton-Hicks). Na prática, a barriga fica muito dura durante uns longos segundos e depois passa. Não dói, mas também não é engraçado. Pelo que pude apurar, é o corpo a preparar-se para o parto. Estas não são as contracções perigosas. De qualquer forma, convém não arriscar e falem com o vosso médico.


Para as mamãs que têm sangue Rh-negativo, o vosso médico deve indicar nesta altura um exame para detectar anticorpos anti-Rh, também chamados de anti-D, e aplicar uma injeção para combater a incompatibilidade e evitar problemas com o bebé. Talvez o médico indique a repetição da injeção com 36 semanas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:51



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D