Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




IMG_0312.JPG


Há 2 dias celebrámos os 15 meses da minha mais-que-tudo. Isto tem sido uma aventura tão intensa que o tempo para escrever sobre ela escasseia. Quando penso em 15 meses, parece pouco tempo, ela é ainda um bebé de pouco mais de 1 ano. Por outro lado, parece que este amor sempre fez parte da minha vida, que esteve sempre aqui. Nestes poucos meses cresceu imenso, já faz imensas coisas. O que eu associo mais imediatamente a estes 15 meses é o miminho que ela tem por mim. Nas últimas semanas fica sempre muito triste quando me deixa, mesmo quando saio da sala e vou para a cozinha, choraminga, pede colinho, encosta a cabeça no meu ombro e diz "mamã", fica com ciúmes quando o papá me abraça. Parte-me o coração vê-la assim. Entretanto, nasceram-lhe os pré-molares de baixo e os de cima já estão a rasgar. Aproveito, enquanto lhe faço cócegas e ela ri a bandeiras despregadas, para lhe inspeccionar a boca. De outra forma é impossível, pois ela morde. E mostra os dentinhos da frente e a língua, quando lhe peço. Tenho mesmo é que a filmar a pôr música na sua mesa de actividades da Chicco e a dançar. A música acaba e ela volta a ligar e dança de novo. Temos DJ à vista. Está na fase de abrir todas as portas e gavetas de casa. O quarto dela está sempre desarrumado, com a roupa toda espalhada. Adora tirá-la das gavetas e jogá-la no chão. A outra obsessão são os gatos, Tonicha e Joaquim. Persegue-os, ri à gargalhada quando os vê, mas eles ligam-lhe pouco. Adora espiá-los quando estão na caixa de areia fechada e abre a portinha para os espreitar. Corre pela casa toda, transfere brinquedos e tudo o que apanha de um lado para o outro. A casa está permanentemente desarrumada. Já deixei de me preocupar. A casa só está limpa e arrumada no dia em que a D. Constância vem cá a casa, ou seja um dia por semana. Não consigo acompanhar o ritmo da Mia. Mesmo que ela não desarrumasse nada, não teria tempo para voltar a arrumar. Simplesmente, não dá! Entre trabalho e Dra. Mia, não sobra tempo para mais nada. Nem mesmo para o blogue. Infelizmente, ou felizmente, as longas horas de trabalho fazem com que todo o tempinho que tenho livre seja dedicado à minha princesinha. Penso nela o dia todo. Os brinquedos espalhados pela casa, os canais de cartoons, os cheiros da roupa, tudo me faz lembrar a minha bichinha e chego a ficar revoltada por ter de trabalhar e isso me privar dela. Já estou com saudades dela. Vou espreitá-la a cama. :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:13



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D